Buscar

Planeta vermelho, a ARQUITETURA NA CORRIDA PARA MARTE


O espaço há muito tempo capturou nossa imaginação, olhando para a imensidão acima de nós, escritores, cientistas e designers sempre sonharam com novas visões para o futuro em planetas distantes. Marte está no centro desse discurso, o planeta mais habitável em nosso sistema solar depois da Terra. As propostas para o planeta vermelho exploram como podemos criar territórios humanos no espaço sideral.

Como afirmou a ex-editora administrativa Katherine Allen, nossos sonhos para a vida no espaço são criados em ficção, com visões que vão do romântico ao distópico. Nos últimos cinco anos, se fala muito uma série de histórias que exploram a arquitetura e o design em Marte. De casas de gelo de impressão 3D, à torres de fungos biodegradáveis, e habitats simulados, essas propostas podem parecer exageradas, mas a SpaceX anunciou planos para iniciar a colonização de Marte. Em 2019, a empresa de Elon Musk realizou com sucesso um teste de abortamento em vôo da espaçonave Crew Dragon, uma das últimas etapas antes de um vôo teste com a tripulação.

Em seu artigo recente, Living in space is the answer, but what was the question?, o designer e educador Fred Scharmen analisou como arquitetos e designers podem estar na melhor posição para tratar questões relacionadas a vida no espaço. Segundo ele, três elementos fundamentam o novo surgimento de propostas de arquitetura no espaço: menores custos de lançamento, uma cadeia de suprimentos de matéria e energia, e uma estrutura legal para recursos. "Tudo o que precisamos agora é de uma nova geração de arquitetos marcianos para projetar edifícios feitos de concreto de Marte, para que estes sejam estruturas adequadas para os seres humanos viverem e trabalharem", concluiu a MIT Technology Review em seu relatório sobre um novo tipo de concreto projetado para uso em Marte.


Ao mesmo tempo, projetar a vida em Marte expõe uma série de novos problemas de design. Os artigos a seguir exploram como a arquitetura e o design estão vinculados aos nossos sonhos de Marte, e o que esses projetos podem significar em um futuro não tão distante. Historicamente, a arquitetura do espaço esteve focada em projetos de engenharia, para desenvolvimento de estações espaciais ou bases não tripuladas para a exploração de Marte, quase sempre encomendadas e financiadas pelas principais agências espaciais como a ESA (Europa) ou a NASA (EUA). Entretanto, ao longo dos últimos anos, esta tendência tem começado a mudar. A corrida espacial tem atraído um espectro cada vez maior de profissionais, diversas áreas do conhecimento estão juntando forças por um interesse em comum: a nova corrida espacial.


Northwestern University desenvolve concreto para construir em Marte

Desenvolvido por cientistas liderados por Lin Wan da Northwestern University, este "concreto marciano" é apenas um dos muitos desenvolvimentos científicos que serão necessários para realizar o objetivo de levar humanos - e eventualmente colonizar - o planeta vermelho.

Por que ocupar Marte se tornou uma questão de projeto?

Marte faz parte do imaginário das pessoas há décadas, sendo objeto de desejo também de ambiciosos empresários como Elon Musk e Jeff Bezos, que iniciaram uma corrida bilionária para ocupar o planeta vermelho. Com o mundo se movendo em direção a se tornar uma sociedade interplanetária, duas exposições - Moving to Mars no London's Design Museum e Designs for Different Futures no Philadelphia Museum of Art - abordam questões como ética, ansiedade e cultura material na vida na Terra e além.


Bjarke Ingels Explores Living and Building on Mars

O Bjarke Ingels Group vem trabalhando no projeto Mars Science City desde que os Emirados Árabes Unidos divulgaram a iniciativa em 2017. A cidade de US$ 140 milhões pretende servir como um "modelo viável e realista" para simular a ocupação de seres humanos na paisagem marciana. O projeto foi desenvolvido com uma equipe de cientistas, engenheiros e designers do Centro Espacial Mohammed bin Rashid.


AI SpaceFactory constrói protótipo marciano com impressão 3D para a NASA

A empresa de arquitetura e tecnologia AI SpaceFactory concluiu a construção do MARSHA, um protótipo de habitat na superfície de Marte desenvolvido para a NASA. O abrigo impresso em 3D é um dos cinco finalistas de um concurso internacional para projetar e construir um habitat para uma tripulação de quatro astronautas em uma missão a Marte.


MARS Case, por OPEN Architecture

A MARS Case é um protótipo de casa mínima projetada pela OPEN Architecture, em colaboração com a gigante chinesa da tecnologia Xiaomi. A proposta faz parte de uma plataforma anual de inovação e pesquisa entre setores, conhecida como House Vision, que usa o ambiente da “casa” para explorar e questionar a direção de nossos hábitos de vida, e ambientes urbanos no futuro.




10 visualizações

Siga-nos no Instagram:

Nas mídias
  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle
@revistaamais

©2020 desenvolvido

por @ra_midia

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon